Um Novo Confinamento

Todos não o desejavamos mas entendemos a sua necessidade. Vários setores serão afetados, vários empresários e trabalhadores angustiados… Tudo que desejavamos que tivesse ficado em 2020.

Não sabemos ainda as novas regras, quanto tempo durará nem tão pouco sabemos quando a humanidade estará pronta para controlar este contágio que já afetou tantas pessoas e famílias.

A somar à pandemia, muitas empresas enfretam dificuldades na exportação devido ao Brexit e nova regulamentação, provocando atrasos e dificuldades, especialmente no setor automóvel e de vestuário.

Mas há uma coisa que não pára: o Mundo Online. E também não pára de crescer. Por isso o seu negócio deverá:

  1. Ter uma forte presença digital, valorizando os valores da Marca
  2. Apostar na Diferenciação e Posicionamento
  3. Comunicar efetivamente e assertivamente
  4. Aumentar a taxa de conversão
  5. Vender mais

Aposte numa Comunicação Digital forte e efetiva, com planeamento e estratégia. Todos os setores e negócios têm que se posicionar onde estão os seus Clientes e Potenciais Clientes: Internet!

<p value="<amp-fit-text layout="fixed-height" min-font-size="6" max-font-size="72" height="80"><strong><span style="color:#4c96d7" class="has-inline-color">Mantenha-se seguro,</span></strong>Mantenha-se seguro,

Rita Araújo

A Identidade e Valor de uma Marca está-se a perder na Globalização Digital?

Após análise das comunicações em 2020, onde a Era Digital atingiu o seu “boom”, acreditamos que existem bons e maus exemplos.

Desde logo a criatividade e apelatividade num anúncio comercial, sempre foram apreciados. No entanto, o investimento em publicidade em Portugal diminuiu em termos globais em 2020, face à nova realidade. Não nos esqueçamos que investir em Ads é muito mais barato do que a publicidade dita tradicional, muito embora, os consumidores permaneçam mais horas em casa.

A publicidade em Ads quer através das redes sociais, Google ou outros tornou-se um modo apelativo e de baixo custo de Publicitar um artigo, um serviço ou uma marca. Mas nesta arena de luta, onde os digital marketeers já iniciam o seu briefing questionando-o de quanto está disposto a investir, entrou-se não na diferenciação de conteúdos orgânicos, mas sim na globalização. Hoje os consumidores são inundados por “lixo” devido a segmentações mal concebidas do público-alvo.

Por outro lado, certas marcas entram na digitalização porque é “um must”. Sem dúvida!!! Mas terá de ser sempre de acordo com a história, valores e missão da marca. Só através deste pilar institucional, é que uma marca se diferencia. Falo de marca, não de produtos.

Muitas vezes sou surpreendida pela diferença entre o atendimento presencial e a comunicação digital da marca. Em diversos setores e em diferentes áreas. A identidade de uma marca nunca deverá ser negligenciada, antes pelo contrário, valorizada e comunicada. Este é o primeiro pilar da diferenciação e não de uma comunicação em massa.

Rita Araújo

O novo Perfil de Consumidor e-digital

O ano de 2020 foi pautado pela presença massiva de empresas e negócios na era digital. Planos e Projetos que estvam na gaveta sairam e rapidamente as empresas se adequaram com meios disponíveis para atingir os seus consumidores: Internet.

Rapidamente surgiram páginas e sites em todos os setores, anúncios nas redes sociais e posts na maioria delas. Mas é isto que os Consumidores atuais procuram? É nisto que se traduz uma presença digital com investimento em conteúdo orgânico e Ads?

Apenas através de uma Estratégia Inbound é que a maioria dos negócios alcança e comunica com o seu público-alvo e Clientes. Apenas através de um Conhecimento profundo de perfil de Consumidor, definição de perfil de Consumidor ideal e Comunicação Customizada de acordo com o target e sua classificação no Percurso de Vendas, é que uma presença digital poderá ser optimizada. Não adianta oferecer os seus serviços ou produtos, tem de os direcionar para uma necessidade. Se não a sua presença transforma-se em lixo by bits.

Neste pressuposto, a Comunicação deverá ser bilateral, onde a marca/negócio preenche as necessidades ou expetativas dos seus Clientes ou Potenciais Clientes. E quais são essas expetativas?

  1. Diferenciação: O Cliente hoje busca por soluções únicas, que satisfaçam as suas necessidades. Não é o Cliente que se tem de adequar ao produto/serviço mas sim, o contrário.
  2. Informação: O Cliente hoje através da informação disponibilizada está bem informado, não necessita de um contato fisíco com a equipa de vendas para saber as características de um produto/serviço. Mas sim, necessita desse contato para lhe transmitir as mais-valias e benefícios na sua aquisição.
  3. Segmentação: As mensagens e comunicação deverá ser personalizada de acordo com o meu público-alvo. Por exemplo é muito diferente uma mensagem de comunicação de venda de um automóvel para um homem e para uma mulher, pois tendencialmente cada género valoriza benefícios específicos.
  4. Rapidez e Proximidade: A informação e Oportunidades hoje, navegam por Internet, a uma velocidade rápida. Se a sua resposta não é eficaz, assertiva e rápida, os novos Consumidores irão buscá-la noutra fonte.
  5. Facilidade: Aqui as App deram um salto significativo e promissor, integrando rapidamente o Cliente com o produto/Serviço. A busca de informação de uma forma clara e simples é valorizada e reconhecida, quer seja através de um site ou de um contato telefónico. Assertividade mais uma vez é um ponto fulcral.
  6. Transparência: O e-consumer está bem informado. Estabeleça uma relação transparente e de confiança.

Não basta apostar em Comunicação online e ficar surpreso com os resultados obtidos, quer seja positivamente ou negativamente. Aposte numa Estratégia e Planeamento de Comunicação, com métricas e objetivos bem definidos!!!

Rita Araújo

Empreendedores, o Dilema do Crescimento

Criou um negócio, um serviço, uma ideia que acaba por ser aceite. No entanto, tal como todas as empresas no seu início, somos os Diretores Financeiros, de Logística, de Marketing e RH, concebemos e promovemos o produto, somos os empregados de limpeza, o correio, os estafetas… Até que o volume de negócio aumenta e algo fica para trás!

É aqui, neste ponto de viragem que muitos negócios se deparam com a questão de o volume de negócio ainda não ser suficiente para contratar, mesmo com os apoios do IEFP, mas também outras áreas outrora que impulsionam o negócio são esquecidas, tal como a comunicação com os Clientes e angariação de novas leads.

Chega então o momento de se focar na sua especialidade: Criador? Promotor? Vendedor? Distribuidor?, qual é realmente o seu ponto forte? E de delegar através de meios especializados a análise e estratégia do seu negócio, de forma a que a expansão não se torne num monte de encargos, mas sim, no breakdriven que fortalece o seu negócio e que o apoia neste momento de poucas horas de sono. Um investimento de retorno, acompanhado pelos melhores profissionais.

Não deixe de nos consultar, estamos a seu lado para que o seu negócio floresça e se tiver que crescer, cresceremos juntos!

Rita Araújo

2021, um Ponto de Viragem

A Rva Consulting nasceu no início da pandemia Covid19 em Portugal. Ficamos alarmados, enfrentamos esta demanda claro que cometemos erros, e acima de tudo… reconstruímo-nos!

Com parceiros empreendedores, Clientes que depositaram em nós a sua Confiança, desbravamos um percurso dificil, por vezes aterrorizante, mas sempre com mente aberta para evoluir. Não podiamos de forma alguma de deixar de alcançar as nossas próprias metas e objetivos a que nos propusemos mas acima de tudo, não desfraudar a Confiança em nós depositada.

Assim cresce a RVA Consulting. Não como desejariamos mas devagar, e sempre passo a passo em terra firme e sólida, e sempre coerente com os nossos valores. Nasce assim a LxBox, uma marca para abraçar o B2C, com valores de requinte, personalização, exclusividade e muita criatividade. Porque é através desta marca que recolhemos e entregamos emoções. Aqui sim, as emoções são a palavra-chave.

Tinhamos anunciado novidades para 2021! A RVA Consulting contará com uma equipa madura, dinâmica, ousada e multi-disciplinar vocacionada para Consultoria e Inovação em Marketing, englobando as áreas de Formação e Eventos Corporate. A ela se junta a equipa LxBox, vocacionada para promover eventos únicos, emoções fortes, promovendo os produtores e empresários portugueses. Porque a LxBox transmite emoções através dos cheiros, aromas, paisagens e sabores de Portugal. A ela se juntam os eventos B2C, e empresários portugueses, sempre com o melhor de Portugal!

Saudamos 2021 com esperança, alegria, emoções e sempre respeitando os Valores com que nos erguimos e que nos mantemos.

Um Próspero Ano Novo e que a magia e esperança, saúde e alegria, paz e harmonia, sejam o desfecho deste ano que se avizinha tão desafiante.

Um Próspero Ano Novo, com saúde, alegria, magia e emoções!

Rita Araújo

O que é Mensurável, desafia a nossa intuição?

Hoje debatemo-nos com uma ciência de números e métricas. Realizamos apresentações bombásticas através da análise de números, variáveis e tendências. Mas serão essas análises faliveis?

Uma das questões que respondemos na RVA é sobre análises de Facebook, Instagram ou Linkedin. O target foi selecionado devidamente, mas as campanhas não funcionaram. Porquê?

Deixo-o a pensar… Tudo não passa de um algoritmo, análises de tendências, segmentação e apresentações brilhantes que hoje conseguimos fazer graças ás novas Apps. Mas no fim, não funcionou… Tem um palpite?

Porque nos cingimos a métricas e deixamos a emotividade de lado. Caimos no absurdo que uma campanha digital, however for planificada, se for, irá trazer resultados. Não podemos agir como máquinas, somos seres humanos. Muitas vezes os conteúdos, design, ou elaboração de conteúdo não correspondem ás tendências analiticas. E mais que tudo a estratégia de Campanha Digital nem sequer foi elaborada!

Num mercado onde a competitividade online atingiu o seu auge, não basta lançarmos uma campanha online para um grupo segmentado de pessoas. Porque são isso mesmo somos pessoas, e que merecemos um conteúdo personalizado e correspondente ás nossas necessidades, não baseado na cidade onde vivemos ou a nossa idade. É necessário olhar para os dados com audácia, com perspectiva e sobretudo com emoção e conhecimento do nosso target.

Análises de números e gráficos espantosos quase todos os fazemos… Campanhas bem sucedidas, é muito mais que isso! E estar online não significa sucesso… Ter uma presença online estratégicamente definida e planeada é que trará mais-valias.

Rita Araújo

Mensagem de Boas Festas

Já quase no término de 2020, a preparar os alicerces de 2021, este é um tempo de reflexão, de agradecimentos, gratidão, amor e esperança no futuro.

Quando a RVA Consulting nasceu, nada antecipava o ano de 2020 que iriamos viver. Nada antecipava a chegada e permanência de um vírus, o número de mortes e infetados causados, bem como a separação de elos, de familiares, amigos e entes queridos. Nada antecipava a morte da minha avó, cujo amor e carinho permanece todos os dias no meu coração.

Mas aprendemos muito. Deixamo-nos de acomodar e tivemos que nos reiventar. Sei que teu colo e beijos minha avó não terei mais, mas o calor que permanece no meu coração fez-nos reiventar os só nossos sentimentos e amor. Assim como nas restante áreas da minha vida!

Aprendemos a ter horas para entrar e sair de casa, a trabalhar juntamente com os nossos filhos, a usar máscara no quotidiano e a vivermos cada vez mais isolados. Por um mecanismo instaurado, para nos proteger. Porque tal como a história nos demonstra, de tempos a tempos a humanidade sofre uma epidemia. E nunca estamos preparados. Mas temos a capacidade de nos reiventar, de não ficarmos de braços cruzados, ajudarmos o próximo e olharmos para o futuro.

É com o mais profundo pesar que vemos a economia global e setorial sofrer uma derradeira crise, sem prazos de encerramento. Vemos milhares de desempregados, situações familiares economicamente catastófricas. Como católica que sou, religião que escolhi entre muitas e que me fascinam, surge agora o tempo de celebrar! Celebrar a vida, o amor e a alegria de cada dia.

E celebrar também a RVA Consulting, que ofereceu gratuitamente 563 sessões de consultoria gratuíta e formou vários formandos. Agradecer a Confiança em nós depositada, pois graças aos nossos Clientes, permanecemos hoje aqui. E olhar para 2021 com esperança e fé, pois sabemos que com muitas mais organizações e empresas poderemos estabelecer uma relação de parceria e alargar esta jornada de conhecimento.

Um Bom Natal, um Próspero Ano Novo! Não deixem de sorrir e agradecer aquilo que temos e olhar para o futuro com esperança e amor. Cada ação que fazemos no nosso dia-a-dia tem repercussão no nosso futuro, e podemos sempre fazer mais e melhor!

Rita Araújo, fundadora RVA Consulting

Cultura Empresarial

A Cultura de uma Organização, tal como os nossos valores pessoais, é algo inabalável, , independentemente das situações adversas que uma organização enfrente.

Os Valores, a Missão e Cultura de uma empresa não poderá estar dependente que os seus Colaboradores e massa humana que a constitui, marque presença física num escritório ou intalações comuns.

Estes valores deverão ser transmitidos desde logo com o acolhimento de um novo Colaborador. Quantas empresas têm uma estratégia e planos estabelecidos para o acolhimento e primeiro dia de um Colaborador? Foi algo que o Covid19 veio transformar? Não!!!! Apenas veio aprofundar a necessidade desta falta, cometida no tecido empresarial português.

Um Colaborador motivado, acompanhado ao longo da sua trajetória na organização, produz muito mais que um Colaborador que apenas recebe um valor monetário de Prémio Anual, por vezes até, contestando a percentagem atríbuída face ao desempenho Global. Falamos já aqui de duas distintas vertentes: O acompanhamento, valorização e programa de crescimento profissional, com a Cultura da Empresa.

Não basta fazer reuniões diárias para estabelecer um vinculo Cultural. O Colaborador através de as suas chefias diretas, independentemente do grau hierárquico na empresa, necessita de se sentir uma mais-valia, uma peça de um puzzle completo.

Esta é uma das grandes necessidades que a RVAConsulting tem sentido nas organizações, e daí as nossas insistentes publicações. Com o trabalho remoto a comunicação inter-departamental começa a agravar-se, os dedos a apontarem-se, quando apenas é necessário uma estratégia global, um plano e uma comunicação única. Por vezes mais fácil, ao contratar um Serviço Externo, que consegue ter a neutralidade emotiva suficiente, para elaborar uma Comunicação e Plano Global. Por isso, a RVAConsulting, tal como outras consultoras existem. Contate-nos!

Rita Araújo

A Cultura de uma Empresa perde-se com o Trabalho remoto?

A Chama transmite-se, não se apaga.

Da mesma forma que me questiono: A Cultura de uma família perde-se com o afastamento? Não, os valores, tradições e cultura não se quebram. No entanto é necessário prestar atenção, transmitir os valores e manter o contato possível, de uma forma adequada e segmentada para cada um.

Há muitos anos que estou habituada a trabalhar em Trabalho Remoto, misturado com Trabalho Presencial. Para mim, é necessário estar num ambiente calmo quando tenho que me concentrar, mas sinto também necessidade de absorver o ambiente empresarial, convivendo com colegas, trocando ideias e a realização de projetos conjuntos.

A Cultura de uma empresa não se perde com o Trabalho Remoto mas essencialmente a Motivação, Resilência e “lutar pela camisola!”. Então só aqui já estamos a falar de perda de Cultura de uma empresa no seu ativo mais importante: Os seus Colaboradores.

Independentemente da dimensão de cada empresa, é imperativo que se estabeleçam objetivos e que seja delineada uma estratégia de comunicação, quer a nível global organizacional, de grupos e unidades de negócio, como também individual, onde as hierarquias estabelecidas desempenham um papel primordial.

Não se trata apenas de marcar reuniões diárias cumprindo um cliché, muitas delas são improdutivas e pelo contrário, apenas alimentam a desmotivação. Trata-se de formar as hierarquias sobre a estratégia definida e sua adequação prática. Em muitas organizações o Departamento de Recursos Humanos não tem capacidade junto da Admnistração de o conduzir. Para isso servem então as empresas de Consultoria, que rapidamente vão dar uma nova vida a uma Cultura Empresarial.

A identidade de uma Organização não pode nunca ser abalada, e por isso, apenas todos temos de nos reinventar. Parece simples? Não. Mas apenas parar para pensar onde quer que a sua equipa esteja, como esteja e onde, já é o princípio para a elaboração de uma estratégia.

Rita Araújo

O Cliente Mistério já não faz sentido?

Uma das ferramentas de Gestão utilizada para qualificar o seu Serviço, é a contratação de um Cliente Mistério, em que a sua única missão é de avaliar a qualidade de atendimento, bem como parâmetros pré-estabelecidos. Numa altura de Cofinamento, com restrições apertadas nas lojas físicas, o Cliente Mistério caíu em desuso?

O Cliente Mistério é uma pessoa qualificada em avaliar de forma objetiva, imparcial e anónima a qualidade de serviços ou produtos oferecidos pela sua empresa, sob o ponto de vista de Consumidor. É capaz de mensurar objetivamente o grau de satisfação e qualidade de atendimento, num objetivo empresarial de melhoria contínua de resultados para alcançar a excelência operacional e organizacional.

Se em 6 meses, face à Pandemia em que vivemos, grande parte das empresas adaptou-se à nova realidade, como medir então a evolução e adaptação dos seus colaboradores? Por exemplo que adianta ter uma estratégia digital de captação de leads se estas não são contatadas no espaço temporal de 5 minutos? De que adianta ter um Serviço de Delivery se a comida chega fria, ou a encomenda chega após da celebração pra que foi comprada?

Passou então o Cliente Mistério a ser uma ferramenta de Gestão obsoleta? Antes pelo contrário! É uma ferramenta de baixo custo, que importa dados fundamentais para a Gestão de uma empresa, bem como, ajudará a estrutura empresarial a ter uma solução rápida, eficiente e empática para o Cliente, gerando assim mais vendas.

Rita Araújo