Em Julho, Portugal teve a maior queda percentual de toda a Europa, no número de registos de novas matrículas no setor de ligeiros

Em Portugal, o sector automóvel representa  19% do PIB, 25% do total das exportações de bens transacionáveis, 3,5% do emprego e 21% das receitas fiscais.

In ACAP, 16 Julho 2020

Não deixam de ser números preocupantes, refletidos em percentagens. Em Julho de 2020, o setor automóvel sofreu uma queda de 16,9% face ao período homólogo do mês anterior. Em acumulado, representa o mês de Julho uma quebra homóloga de 44,3%.

Este tem sido um dos setores mais afetados pelo COVID19. Desde logo, pelas últimas notícias da diminuição de Confiança dos Consumidores, pelas altas taxas de layoff que ainda representa e pela inércia de incentivos governamentais.

Todas as marcas têm apostado nos seus recursos, em planos de negócios estruturados e adaptados às novas exigencias de mercado. Mas a questão continua a surgir: Quando é que o Governo intervirá nas medidas de apoio já propostas pelo setor?

Boas férias a todos, fiquem bem e em segurança,

Rita Araújo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: